19 de novembro de 2010

Não existe negociação com a carne!

            Dia a dia nos deparamos com a tal "carne" gritando em nós. E ao pensar nisso, o que me vem à mente é algo que tem o intuito de destruir o ser humano. É, o pecado é algo que mexe tanto com nossas estruturas a ponto de perdemos valores, conceitos, princípios e até mesmo os sonhos que Deus planta em nossos corações. O pecado deixa adormecidos os nossos dons e nos deixa cegos para o que Deus quer fazer em nossas vidas. De repente, esquecemos as promessas, duvidamos dos milagres e nos afundamos na iniquidade. Vejo o pecado com uma potencialidade gigante de consumir o ser humano até que ele se sinta um nada, algo vazio, sem vida, sem cor. Agora vc deve estar se perguntando: Mas o que é pecado afinal? E se os princípios básicos da lei de Deus se resumem em um só, o amor, por que mesmo exercendo o amor há momentos que somos tentados?
           O pecado é transgredir a lei de Deus. É negligenciar a palavra de Deus por atitudes que vc quer tomar para saciar os desejos da carne. Bom, sabemos que dentro de nós existem desejos, vontades, prazeres e pensamentos. E nós temos a natureza corrupta! Isso é comprovado no livro de Gêneses quando Eva é enganada pela serpente e come do fruto proibido. Falta de sabedoria, sim! Mas tem um detalhe, antes de tudo isso, surgiu a vontade. Eva não soube controlar sua vontade! E essa vontade que tenta nos tirar do foco e fazer com que retrocedamos. As vontades aparecem todo dia e muitos permitem que o pecado entre sutilmente em suas vidas através de ambiente ou pessoas. Aí está a importância de andarmos com pessoas que nutrem nossos sonhos e nossa visão, nos mantendo no foco.
           A Palavra de Deus nos fala em Marcos 7:20 a 23 - "O que sai do homem , isso é que o contamina. Pois é do interior, do coração dos homens, que procedem os maus pensamentos, as prostituições, os furtos, os homicídios, os adultérios, a cobiça, as maldades, o dolo, a libertinagem, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a insensatez; todas estas más coisas procedem de dentro e contaminam o homem.” Podemos ver a nossa natureza e que ninguém é melhor que ninguém, porque todos pecamos e carecemos da glória de Deus! Lá em Romanos 3:9 e 10 diz: "Pois quê? Somos melhores do que eles? De maneira nenhuma, pois já demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado; como está escrito: Não há justo, nem sequer um.” Queridos, essa é a verdade revelada a nós! Só há um Santo: Jesus. Ele é o exemplo a ser seguido por nós. Jesus não deixou-se desviar por nada. Ele soube se manter firme em seu caminho, porque Ele sabia aonde queria ir. Ele assegurou que nada o tiraria da direção. Por isso, sem a direção do Senhor nos tornamos vítmas da carne. E uma vez que não controlamos a carne, ela acaba nos controlando. Porque quanto mais longe do Senhor, mais perto do pecado e quando mais perto do Senhor, mais longe do pecado.  
              Penso que a função do pecado é nos prender, impedir nossa comunhão com Deus e impedir que alcancemos as bençãos! O pecado nos cega, limita a nossa visão e inverte princípios. É como uma escama cobrindo os olhos. Aí, muitos começam a achar que não conseguirão resistir às tentações ou por já estarem num nível tal de iniquidade não conseguirão sair dela. Mas a diferença está exatamente no jeito de lidar com isso, o que fazer, como agir, o que escolher. Nossa postura é fundamental para avançarmos ou retrocedermos, para perdermos ou ganharmos, para a morte ou para a vida. Nossa escolha trará bons ou maus frutos. Jesus soube lidar com as tentações, passou 40 dias no deserto sendo tentado e não retrocedeu. Entenda que se a carne milita contra o espírito como está escrito em Gálatas 5:17, quando estamos conectados à Deus nos enchemos do Espírito Santo e conseguimos nos manter na posição correta diante do Senhor, porque o espírito é forte. Por isso Deus nos diz para andarmos em espírito!
            Eu creio que só não consegue resistir quem não está ligado à Jesus, quem não busca a santidade e o  aperfeiçoamento diante do Senhor. E essa é a grandeza do compromisso com Deus. Ele sabe que somos falhos, vê nossas fraquezas e nos prova diante delas, mas nos dá a sabedoria necessária para lidar com situações e conforme vai nos enchendo com Sua presença o antigo homem fica para trás, fazendo com que envergonhemos o pecado pelo Seu poder que opera em nós. Só Ele nos redime e nos limpa. Quando nos colocamos em posição de reconhecimento do pecado diante do Pai, Ele é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar de toda a injustiça. Por isso, hoje é tempo de cura, de renovo, de reajuste, de mudança, de transformação. Deus está querendo um relacionamento pleno com Seus filhos porque Ele não esquece dos seus. 
             Não negocie com o pecado. Não negocie seus princípios e valores pela satisfação momentânea de uma semente podre. Deus tem uma nova história, um novo tempo. O salário do pecado é a morte como é dito em Romanos 6:23. Por isso, com a carne não existe negociação, ou vc mata ou morre! (Pr. Chinelato) E hoje, Deus te diz que tem jeito, existe cura, existe um novo jeito de caminhar, uma nova postura. Existe saída sim, porque em Cristo somos novas criaturas e a partir disso o Espírito de Deus nos move. Não ande longe da sua fonte, é Ele quem te fortalece! Já não há condenação para aqueles que estão em Cristo Jesus. Não deixe que o pecado te impeça de viver as promessas e sonhos que Deus tem para a sua vida! Corra para os braços do Pai!

Monique Meneses


5 comentários:

pedropamplona disse...

Muito bom Monique! Precisamos estar em constante guerra contra o pecado, e isso significa estar em guerra contra nós mesmo.

Deus continue te inspirando!

Moniky disse...

Muito bom o texto!
É verdade! Com o pecado, ou você mata ou morre!
Fica com Deus!

Israel Waltrick disse...

A verdade liberta. Deus continue te usando com essa coragem querida. Fica na benção do Amado de Nossas Almas! Pr Israel

Leco disse...

Belo texto.
Continue escrevendo aquilo que Ele tem te dado.

Anônimo disse...

Muito valiosos seu blog e twitter.Passo desde então a admirá-la. Abraço!