18 de outubro de 2010

Valores: uma âncora em sua vida!


             Todo indivíduo precisa identificar os valores pessoais fundamentais com que pretende guiar sua vida. Os valores essenciais são princípios que guiam as decisões mais importantes que serão tomadas por você. São como os cavalos de força que respaldam essas decisões. Os valores diários nos proporcionam  direcionamento. Eles funcionam como uma âncora e podem nos impulsionar para cima ou nos afundar de vez. Nessa âncora nós firmamos aquilo que sabemos que é verdadeiro. Através dos valores é que mostramos quem somos no dia a dia e como reagimos ao que acontece ao nosso redor. Com isso, podemos perceber se estamos progredindo ou regredindo em nossa vida. Se você analisar sua vida poderá ver como estão os seus valores e no que eles tem te transformado. Em que eles estão firmados e como você os aplica? Será que seus valores tem validade curta e são considerados vulneráveis ou eles realmente estão firmados no que o Senhor te ensina?
             Algumas pessoas perderam os seus valores e outras os escondem pelas circunstâncias. Umas querem camuflá-los dançando conforme a situação convém e outras andam perdidas atrás de soluções mirabolantes para seus problemas e aflições. Só que não podemos esquecer que tudo que sentimos, vivemos e  enfrentamos acaba indo de encontro aos nossos valores. Eles servem de base para as decisões e escolhas. Através deles vc pode ir na direção certa ou na direcão errada e o modo como você os encara define que tipo de crescimento você está tendo. Eles te mantém fiés à Deus ou ao pecado.
             Valores envolvem convicções, definem como você se vê, o que você acredita sobre você e como você enxerga a sua vida. A maneira como você os utiliza faz com que você influencie o ambiente negativamente ou positivamente. Eles delimitam quem são as pessoas que você anda e aonde você anda. Determinam a sua vitória ou o seu fracasso. Pessoas que depositam em sua âncora valores destrutivos, valores que não estão de acordo com a vontade do Senhor, estão suscetíveis a uma história de fracasso. Em alguns momentos se sentem felizes e satisfeitas com o que vivem, mas ao acontecer algo ruim elas perdem a direção, porque seus valores são como sementes plantadas em solo inférteis. Não são firmados em um Deus que faz com que todas as coisas cooperem para o bem daqueles que O amam.
             A idéia do seu conjunto de valores serem depositados em uma âncora é exatamente a de analisar se eles estão contribuindo com seu crescimento ou destruição. Não podemos manter a âncora instável, vulnerável, fraca. Nossos valores devem ser capazes de suportar as más circunstâncias, as dificuldades, as tentações, as situações contrárias. Devemos usá-los a nosso favor no dia a dia para que nos ajudem a resistir à tudo isso. Com eles vencemos
o pecado e nos aproximamos do favor de Deus. No final das contas os valores dizem quem somos, aonde estamos e para aonde iremos. Eles nos beneficiam ou nos destroem. 
              Quando buscamos os valores que estão em Cristo nos aproximamos do sucesso em todas as áreas da nossa vida. Por isso, devemos saber se o que está na nossa vida realmente vale à pena ou não. E enxergando como estão os nossos valores passamos a analisar o que é necessário alimentar e o que é  necessário deletar. Enxergar para onde esses valores estão nos levando é fundamental para sabermos o que está nos fazendo bem ou não. Isso nos ajuda a adquirir a visão do que é lícito e do que não nos convém como está escrito em 1 Coríntios 10:23 - "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam."
             Portanto, pense como anda a sua âncora. Pense no seu comportamento, nas pessoas que você tem andado, nos lugares que você tem frequentado, nas coisas que você têm feito. Do que você tem enchido a sua âncora? Seus valores tem feito sua âncora te impulsionar para cima ou para baixo? Essa reflexão te dirá aonde estão baseados os seus valores: na carne ou no Espírito. Adote e pratique bons valores todos os dias. Firme seus valores em Deus e na Palavra de Deus! Tenha o Senhor como seu guia em tudo! Quando buscamos e ansiamos a presença do Senhor automaticamente adquirimos valores que transformam a nossa caminhada fazendo como que ela seja diferenciada e acompanhada de vitórias. Aquilo que estiver firmado na rocha, que é o Senhor Jesus Cristo, não se abalará!

"Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha defesa; não serei abalado." Salmos 62:6

Monique Meneses

14 de outubro de 2010

O que está te nutrindo?


             Estava aqui pensando em algumas coisas e quero te convidar a refletir sobre algumas questões: Que tipo de atitude temos tido diante das circunstâncias? Temos conseguido fugir do pecado ou ele tem nos dominado? O que temos feito pelo próximo? O que temos feito para a obra do Senhor? O que temos ouvido? O que temos pensado? Temos sido a influência ou temos sido influenciados? Que frutos temos dado? As respostas para essas perguntas irão depender do que tem nos alimentado.
          Sabe, hoje em dia as pessoas perderam o foco, perderam a graça, perderam a identidade, perderam o sentido. Têm se alimentado de coisas vãs, da alegria momentânea, do iníquo. A cada dia vivem mais nessa “inércia” e, infelizmente, estão perecendo. Perecendo porque se tornam escravas de seus próprios desejos. Já não são elas que controlam as circunstâncias, mas são controladas por elas. A cada dia contribuem menos para o agir de Deus se contentando em viver o presente e não se preocupando com o que vai ser gerado da vida que estão levando. Sabemos que colhemos aquilo que plantamos e que pelos nossos frutos seremos conhecidos. E o fato é que muitos acabam se contaminando com o que está ao redor, acabam refém de seus erros, se tornando marionetes do pecado.
           Deus nos fez com a capacidade de nutrir pessoas e lugares, cada um com seu jeito, com sua particularidade, com sua essência. Só que podemos ser nutridos por eles também. Deus nos fala no livro de Marcos, Mateus e ainda em Lucas: "Vigiai e orai." e em 1 Coríntios: "Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia". Então por que será que Deus nos fala essas coisas? Porque Ele sabe que o inimigo está ao nosso derredor, procurando sempre um motivo para adentrar em nossas vidas e mudar nosso entendimento, nossa mente. O objetivo disso é que achemos tudo normal e com isso nos tornemos folhas secas, sem vida. E o interessante é que nós damos esses motivos com nossas atitudes, nossas escolhas. O segredo é enxergarmos isso e a partir daí mudarmos o ambiente, sermos agentes de transformação! 
          E o futuro?! Muitos teimam em não se preocupar: “Ah, que futuro o quê... Deixa eu viver meu presente aqui que está bom.” Tudo bem, está bom porque elas têm alimentado a carne, feito as suas vontades, tem deixado elas governarem, e não o Senhor. Só que esse conceito de que "está bom" é passageiro, pois quanto mais perto do pecado mais você está dando legalidade para o inimigo tomar conta da sua vida e destruí-la. Aí a planta que poderia crescer saudavelmente acaba se tornando um monte de folha seca, afinal é como o apóstolo Paulo diz em Romanos: "O salário do pecado é a morte".
          Pensando nisso tudo, eu fico imaginando a tristeza de Deus diante dessas coisas. Ver as pessoas que Ele ama e criou para o louvor da glória dEle, na "cegueira" do mundo. O que Ele planejou para seus filhos é uma história linda, escrita com amor, nascida de um sacrifício vivo e paga por sangue! "Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. 1 Coríntios 2:9". Queira viver isso, anseie por isso! Posso te dizer que é a melhor escolha que você fará. 
          Aquilo que alimenta a sua vida pode fazer você crescer ou pode te destruir! Não perca tempo! Reveja seus conceitos, suas atitudes. Viva os planos de Deus! Alimente-se da verdade, ela te traz vida e vida em abundância (João 10:10). Garanto que, em Deus, você será como árvore plantada junto à ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação apropriada e cujas folhas não murcham (Salmos 1:3). Você crescerá e chegará longe! Eu quero ser essa árvore e me alimentar daquilo que traz VIDA! E você?        

          
Monique Meneses

7 de outubro de 2010

Barco à vela

             
              Somos um barco à vela. Estamos inseridos numa imensidão azul de possibilidades. Possuímos um leme que nos permite ir para direita ou para esquerda, mas se não estiver ventando não vamos a lugar nenhum. Não conseguimos ver esse vento, mas temos que estar sensíveis à ele e entender um pouco como ele age para estarmos preparados para içar as velas no tempo certo.
              As vezes não nos contentamos com o vento que temos e queremos ir mais rápido. Então jogamos fora partes importantes nossas para ficar mais leves e colocamos velas maiores que mal podemos suportar. O barco fica instável e vulnerável, qualquer onda mais forte pode virá-lo. Mais à frente, cansados de depender do vento, resolvemos nos tornar um barco à motor. Tiramos as velas, colocamos um motor e ficamos independentes do vento. Agora podemos escolher tanto a direção como a velocidade. Parece bom no começo, mas a viagem é longa. No percurso, um dia o combustível vai acabar ou o motor pode quebrar. Então não teremos força nenhuma para chegarmos ao destino, pois deixamos para trás as velas que nos conectavam com o vento.
             O vento pode soprar mais forte, mais fraco ou nem soprar em alguns momentos. Ele pode soprar da terra para o mar ou do mar para a terra. Pode ser quente ou gelado. Nunca vamos conseguir controlá-lo, mas ele nunca vai acabar. Estará sempre soprando em algum lugar. Nossa viagem é tão longa que nenhum combustível pode durar o tempo suficiente. Nenhum motor pode suportar tanto tempo funcionando. Só o vento pode nos levar até lá. Quando nosso vento se chama Deus podemos ficar tranquilos, pois Ele sabe como, quando e onde nos levar.

Retirado do blog do Pedro Pamplona. Visite e seja abençoado(a)!

Reflexão: Ajuste suas velas e deixe Deus te guiar! Não procure atalhos, não procure ser mais rápido, o trajeto é um processo de crescimento. Atalhos fazem com que o processo seja negligenciado! Não negligencie o necessário, o essencial! Jesus sabe o melhor destino para sua vida!

Monique Meneses

4 de outubro de 2010

Quando o céu escurecer, resista à tempestade!

                                      
                  Muitas vezes é difícil liberarmos um sorriso diante de um momento ruim. Parece que algo nos trava e que nada é capaz de satisfazer-nos. É, de repente, por alguma circunstância desagradável, nos transformamos. Pronto, isso já é o suficiente para chegarmos ao final do dia e falarmos: "ai, que dia horrível que eu tive!" Sabe, estava pensando o quanto somos ingratos! Ingratos pq damos valor à momentos do dia e não à sua essência. Ingratos pq  muitas vezes nos damos ao luxo de olharmos somente os pontos negativos e com eles alimentar nossa indignação. Ingratos pq queremos satisfazer os nossos interesses a qualquer custo e não olhamos que nem sempre o que queremos é o que precisamos. Ingratos pq preferimos a comodidade de viver a vida cercados somente de momentos felizes e não queremos aprender com as frustrações. Ingratos pq agindo de tal forma estamos sendo egoístas, afinal eu quero ser feliz, os outros são os outros! Eles podem ficar tristes, angustiados, aflitos, mas eu não! Aí, entra a a grande questão: Em que está fundamentada a nossa alegria? Será que estamos valorizando o dom da vida? Será que estamos valorizando o amor de Deus por nós?
                 Precisamos entender que não somos nada para saber como devemos aprender. Todas as circuntâncias que julgamos desagradáveis tem um peso enorme no grande e maravilhoso ensinamento que o Senhor proporciona. Temos que enxegar as coisas com olhos espirituais e deixar que Deus nos guie. Queremos controlar tudo e todos, queremos sempre viver no nosso mundo se conformando com os nossos erros. É sempre muito fácil reclamar, xingar, resmungar, blasfemar, mumurar. Parece que não damos chance de Deus mostrar que Ele é o Deus de todas as coisas. Tentamos limitar Seu mover, Seu poder. Cadê nossa confiança na soberania de Deus?
                  Nossa alegria deve estar fundamentada na Salvação, na graça e na misericórdia que se renova todos os dias. Nossa alegria deve estar fundamentada em um Deus que tudo sabe e tudo pode. Em um Deus que olha para mim e para vc com olhos de amor,  querendo sempre que sejamos pessoas melhores. Nossa alegria deve estar fundamentada em Suas  promessas, milagres, bençãos, pordígios, sinais! Se Deus permite que passemos por alguns momentos é pq Ele, e somente Ele, sabe o que é melhor para nós. Deus nos criou para a Sua glória. Deus nos chama para sermos alegres! Devemos nos gloriar nas tribulações, como Ele fala no livro de Romanos. E isso deve produzir em nós esperança, perseverança. Somos meros pecadores que carecemos da graça. Somos vasos na mão do oleiro! E para que Deus derrame o melhor nós precisamos passar por algumas provações. Estamos em constante aperfeiçoamento! Nós precisamos disso, pq somos falhos! Não to falando aqui que não podemos ficar tristes, mas o que é o meu e o seu sofrimento comparado ao sacrifício vivo de Jesus na cruz? Fomos comprados por sangue!
                  Precisamos saber encarar os momentos de tristeza e saber o que fazer com eles. Nossa atitude deve ser entregar à Deus o que estamos passando e pedir que Ele derrame paz, refrigério, conforto! E tem mais, o jeito que olhamos para os problemas determina o quão grande ou pequeno ele está sendo para nós. Devemos andar pela fé pq é a arma que jamais falhará! Devemos colocar em prática os frutos do Espírito. E enquanto não soubermos controlar nossos temperamentos e vontades, enquanto não soubermos buscar o Senhor em primeiro lugar, enquanto não soubermos o valor dos maus momentos, continuaremos ingratos e estagnados no ponto de partida. Não há crescimento sem confronto, vitória sem luta e treinamento sem provação. Alegrai-vos filhos de Sião, pq Eu tenho cuidado de vós!